“Há dias assim” Lyrics — Filipa Azevedo (Portugal, Eurovision 2010)

“Há dias assim” Lyrics — Filipa Azevedo (Portugal, Eurovision 2010)

Há dias assim
Que nos deixam sós
A alma vazia
A mágoa na voz

Gastámos as mãos
Tanto as apertámos
Já não há palavras
Foi de tanto as calarmos

Há uma canção
Que não te cantei
Versos por rimar
Poemas que nunca inventei

Quem nos pôs assim?
A vida rasgada
Quem te me levou?
Roubou-me a alma
Mas de ti não sabe nada

Há dias assim
Não há que esconder
Recear palavras
Amar ou sofrer

Ocultar sentidos
Fingir que não há
Há dias perdidos
Entre cá e lá

Há uma canção
Que não te cantei
Versos por rimar
Poemas que nunca inventei

Quem nos pôs assim?
A vida rasgada
Quem te me levou?
Roubou-me a alma
Mas de ti não sabe nada

Sei que um dia saberás
Que a vida é uma só
Não volta atrás

Quem nos pôs assim?
A vida rasgada
Quem te me levou
Roubou-me a alma
Mas de ti não sabe nada

English translation and English performance:

There Are Days Like This

There are days like this
When we end up alone
With empty soul
sadness in our voices

Our hands warn-out
by holding too tight
There are no words left
because we’ve both been so quiet

There is a song
I’ve never sung to you
Verses yet to rhyme
Poems I never devised

How did we end up like this?
torn life
The one that took you away from me
Stole my soul
But knows nothing about you

There are days like this
There is no need to hide
to fear words
to love or suffer

Hiding feelings
Pretending they don’t exist
There are days lost
Between here and there
There is a song
I’ve never sung to you
Verses yet to rhyme
Poems I never devised

How did we end up like this?
torn life
The one that took you away from me
Stole my soul
But knows nothing about you

One day you will know
There’s one life
No turning back

How did we end up like this?
torn life
The one that took you away from me
Stole my soul
But knows nothing about you